Pais participam do segundo módulo do Curso da Família

 
César Araújo, coach multifocal falou às famílias César Araújo, coach multifocal falou às famílias

Tristeza e alegria. Os dois sentimentos foram tema central do segundo encontro do Curso da Família da Escola da Inteligência (EI), realizados nos dias 26/06 (pai dos alunos do Pré I ao 3° EF) e 28/06 (famílias do 4° ao 9° EF), no pré-universitário. Esse é o segundo encontro e, a partir de agora, duas emoções serão enfocadas até o quarto e último módulo.

"A tristeza necessária, a alegria que contagia. Olhando para nossas tristezas podemos encontrar formas de crescer e aprender e, olhando para as alegrias, podemos nos fortalecer, consolidar nossa autoestima, o autoconhecimento e a autoconfiança para que possamos dar novos passos, incentivar nossos filhos e ter um vínculo familiar que permite ir além, juntos", preceitua Laura Borelli, assessora educacional da EIC.

O encontro é momento da equipe da EI, desta vez "reforçada" com a presença do coach multifocal César Araújo, colocar discussões, dialogar com as famílias sobre as emoções, trazer referências e partilhar atividades que podem ser feitas em família em casa, com o objetivo de promoverem momentos para desenvolver as habilidades socioemocionais.

Além da convivência com os pais, os profissionais da EI também dão assessoria ao grupo de professores que trabalha com o programa e aos alunos. "Nosso trabalho é basicamente ouvir, saber qual é a percepção do professor sobre o conteúdo, o material e encaminhamento das aulas, qual é o feed back dos alunos e qual é a participação das famílias, pelo olhar do professor. Também oferecemos estratégais para que o professor possa atender os alunos conforme suas necessidades emocionais", esclarece Laura, ressaltando que, no caso de alguma questão especial, a equipe apoia para que o professor possa saná-la por meio de recursos do programa, como conteúdos on line e presenciais, estratégias disponíveis no portal do professor, ou ainda, por meio de novidades produzidas pelo núcleio de inovação da EI. "Aprendemos com o professor, partilhamos, há troca", ressalta Laura.

Pela primeira vez em Dourados, César se disse impressionado, de forma positiva, com o envolvimento e engajamento da EIC. "A escola construiu uma história como referência em educação e faz uma aposta louvável em dar chances às pessoas crescerem. Há um investimento para que alunos e profissionais cresçam, aprendam", destacou. Para ele, a parceria com a EI amplia o que a escola já tem: um olhar para o lado emocional. "Enriquecemos o trabalho que a escola já desenvolve muito bem", considera.